Quando a Pirraça Vira Crise Nervosa

Em geral, a criança faz pirraça quando é privada de algo que ela quer como por exemplo, um brinquedo, jogar vídeo game ou comer gostosuras. Em seguida a criança começa a fazer “feiura” para chamar a atenção: chamar a mãe de “mentirosa”, dizer “isso não é justo” ou “você nunca me deixa fazer isso”, chorar, gritar, bater, se jogar no chão, se debater, etc. Neste ponto o seu filho já perdeu o autocontrole.

Não se desespere. Inspire fundo e vamos lá! Aqui estão alguns passos para ajudar a acalmar a criança. Se o passo 1 não funcionar, tente o passo 2 e assim sucessivamente.

Passo 1: não dê atenção a comportamentos indesejáveis. A minha primeira tentativa é ignorar a criança. Se ela só está querendo chamar a atenção, ignorando o seu mau comportamento não estará dando a ela o que quer: atenção. Assim você ganha e, como a tentativa de chamar a sua atenção não deu certo, a tendência é ela parar o “chilique”.

Passo 2: peça pra a criança para respirar. Um exercício que eu gosto de fazer com o meu filho de 4 anos, quando ele chega nesse ponto, é pedir para ele respirar fundo dez vezes. Prestar atenção na respiração faz com que ele foque em algo diferente e se acalme.

Passo 3: coloque ela num canto para pensar. É importante que a criança aprenda a se acalmar sozinha e uma forma de fazer isso é cortar os estímulos externos. Coloque a criança em algum lugar, pode ser sentadinha num banco ou mesmo num degrau, fique no nível da criança e repita o passo 2. Peça para ela se acalmar e para ninguém falar com ela por algum tempo. Dê a ela de 3 a 5 minutos até que ela se acalme. Se ela bater uma porta ou chutar a parede, ignore, pois afinal, ela quer sua atenção.

Passo 4: mude de assunto. Quando a pirraça se transformou numa crise nervosa, muitas vezes a criança demora pra se acalmar. Depois que ela se acalmou, pode ser que ela ainda chore “lembrando” da tristeza que ela sentiu. Nesse momento é importante distrair a criança com alguma coisa. Conte uma piada, fale de um personagem que ela goste, faça cosquinhas, enfim, vale qualquer coisa pra ela dar um sorriso e sair do estado emocional que ela se encontra.

Passo 5: peça ajuda. Se você está super cansada e estressada, muito provavelmente você não é a pessoa mais indicada para ajudar o seu filho neste momento. É muito normal nós ficarmos frustradas por causa disso, mas, as vezes sair de cena e chamar alguém próximo pode ser uma saída menos sofrida pra todo muito. Isso não é o fim do mundo e você terá muitas outras oportunidades de ajudar o seu filho quando estiver se sentindo melhor.

Esses passos vão te ajudar a agir quando o seu filho entrar em crise, mas cada criança reage de uma forma diferente. Portanto, se não funcionou com você, seja criativa e pense em outras maneiras para ajudá-lo a se acalmar. Se você tem alguma técnica que deu certo com o seu filho, compartilhe com a gente!

Se você gostou deste post, deixe o seu comentário e compartilhe! Se você quer saber mais sobre o assunto, leia mais sobre 3 Regras para Minimizar as Crises Nervosas do Seu Filho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s