O Que Você Precisa Fazer para Morar França

Agora que já conversamos sobre as providências essenciais para a sua viagem e sobre as coisas que você precisa organizar no Brasil, vou dar algumas dicas sobre o que vai precisar fazer quando chegar na França.

Se tiver a oportunidade de visitar a cidade onde irá morar antes de se mudar de “mala e cuia”, melhor. Se não, não se preocupe! Uma vez lá as coisas acabam se resolvendo da melhor forma possível.

Para te ajudar a entender como funcionam as coisas na França, selecionei alguns tópicos importantes como: moradia, escola, banco e seguros. Espero que você goste!

Moradia: decidir alugar um imóvel não é tarefa fácil nem no nosso país de origem, imagine em outro país e em outra língua! Separei esse assunto em 2 tópicos: onde morar e como alugar um imóvel.

  • Onde morar: essa é uma decisão difícil, pois envolve muitas variáveis. Comece estudando o mapa da cidade e se familiarize. Localize onde é o centro, onde irá trabalhar ou estudar e as estações de metrô, trem, tram e ônibus. Em geral o centre ville é mais bem servido de transportes, por outro lado é mais caro, barulhento e difícil de conseguir imóveis com garagem. Se você está viajando com sua família, aconselho um bairro nas proximidades do centro e que seja servido por uma estação de metrô. Como adoro atividades ao ar livre, gosto de avaliar também a proximidade de parques levar as crianças.
  • Como Alugar: os Franceses adoram comprar e vender tudo no Leboncoin e para alugar um apartamento não é diferente. Faça algumas pesquisas no site para ter uma noção de preço x localização. Eles não são muito bons em se comunicar por e-mails, mas respondem bem ao telefone ou usando SMS. Se o seu francês não é muito afiado, prefira as mensagens e use um tradutor para te ajudar a escrever. Essa é uma boa forma de aprimorar a língua, além de ter mais sucesso nas suas negociações, mesmo que no fim você acabe recorrendo ao inglês. Se você pretende ficar um período inferior a dois anos, sugiro alugar um apartamento mobiliado. Em geral os apartamentos mobiliados são alugados com as contas de água, luz, TV à cabo, internet e telefone incluídos (incluindo ligações ilimitadas para fixos no Brasil). Isso vai te poupar bastante tempo (para montar um apartamento) além de ser mais fácil na hora de voltar. Afinal, a menos que você tenha direito à uma mudança paga pela empresa, na volta você terá que se virar com algumas poucas malas por pessoa!

Banco: independentemente onde você vai receber o seu dinheiro, sem dúvida você vai precisar abrir uma conta num banco francês para ter um RIB (Relevé d’Identité Bancaire) que funciona como uma identidade bancária. Diferentemente do Brasil, na França eles não usam cartão de crédito. Quando pedi ao meu banco BNP Paribas um cartão de crédito, a atendente me olhou com estranheza e perguntou porque eu precisava de um. Para te darem um cartão de crédito você precisa pegar um empréstimo no banco, então o melhor é levar o seu cartão de crédito do Brasil para qualquer eventualidade. Eles usam a Carte Bancaire (CB) que é um cartão de débito e muitos lugares aceitam somente esse cartão, como pedágios por exemplo. Se você quiser mudar a data da fatura do CB é só pedir no banco um carte bancaire à débit différé, que ele vai funcionar como se fosse um cartão de crédito no Brasil.

Celular: assim que abrir a sua conta no banco contrate um plano de celular. Com certeza você vai pagar bem mais barato que no Brasil e terá um serviço de ótima qualidade. Um smart phone é essencial para você resolver as suas coisas mesmo quando está fora de casa. Algumas lojas podem exigir que você leve o carimbo do OFI, que demora cerca de 6 meses pra você conseguir. Se for esse o caso, simplesmente mude de loja ou até mesmo de operadora até que eles aceitem a documentação que você tem.

Escola: nas grandes cidades você vai encontrar escolas bilíngues mas, em geral, as crianças francesas estudam em escolas públicas. Portanto, se a sua intenção é imergir na cultura francesa, essa é a melhor alternativa. Quando chegar procure a Mairie para inscrever o seu filho na prefeitura e eles vão alocar uma vaga pra ele na escola mais próxima do seu endereço. Uma vez inscrito, a próxima etapa é fazer a matrícula na escola selecionada. Se você quiser saber mais sobre o funcionamento das escolas na França, clique aqui para ler mais sobre esse assunto.

Seguros: você vai precisar de um seguro de saúde, um seguro de habitação e um seguro escolar. Se opcionar por comprar um carro, você também terá que contratar um seguro (assurance auto).

  • Assurance Santé: O sistema de saúde da França pública da França se chama Assurance Maladie é “cotizado”, ou seja, paga-se proporcionalmente ao salário. Se você tem um bom salário, essa não será uma boa opção (muito caro) e o melhor mesmo será contratar um seguro saúde ou um seguro viagem por todo o período. Peça ajuda à sua escola ou ao lugar que você vai trabalhar para entender quais são suas opções, pois elas variam bastante com a idade e a cobertura desejada.
  • Assurance Habitation: o seguro de habitação é obrigatório e pode ser feito em seguradoras como Allianz, ou em conjunto com o seguro escolar.
  • Assurance Scolaire: para seus filhos frequentarem a escola eles vão precisar de um seguro específico. Uma das maiores seguradoras da França para esse tipo de seguro é a La Mae. A escola oferece vários passeios para as crianças mas elas somente podem ir se tiverem um seguro escolar que cubra responsabilidade civil e individual corporal. Esse seguro é bem barato e você pode escolher a cobertura básica para atividades escolares ou a completa que cobre acidentes nas férias também.
  • Assurance auto: O seguro do carro funciona de forma similar ao brasileiro e tem descontos progressivos. Dessa forma, peça à sua seguradora no Brasil uma carta comprovando o tempo que você está segurado sem sinistros e isso vai te ajudar a conseguir uma tarifa melhor. Tem sites na internet que comparam várias empresas e te informam onde o seu seguro ficará mais barato (por exemplo Assurland).

É, realmente é muita coisa e os primeiros 15 dias com certeza serão intensos, cheios de dúvidas e inseguranças. Mas não desanime, tudo vai valer a pena! E o lado bom é que você só vai ter que pensar nessas coisas novamente na hora de voltar.

Inspire fundo, arregace as mangas e vá em frente. No fim do arco-íris tem um pote de ouro esperando por você, e com certeza, as dificuldades farão parte da bagagem que vai trazer de volta, junto com os momentos inesquecíveis que você e a sua família irão viver. Aproveite e tenha sempre a certeza de se fizer a sua parte, tudo vai dar certo.

Bonne chance et à bientôt!

Se você gostou deste post deixe seu comentário e compartilhe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s